Motores

Peugeot obrigada a reagir à anunciada retirada da Rebellion

A Peugeot foi obrigada a reagir à anunciada retirada da Rebellion da competição automóvel, pois contava com a estrutura suíça para o seu regresso ao Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) em 2022.

O envolvimento do projeto de Sochaux com um Hypercar pressupunha a participação da Rebellion no terreno, dada sua experiência nas provas do WEC, mas agora a marca de Sochaux foi obrigada a reformular este futuro regresso às pistas e a Le Mans.

Disso mesmo fez saber a Peugeot Sport nas redes sociais, nomeadamente na sua conta de twitter, onde refere: “Estamos atualmente na fase inicial de construção técnica do projeto e tomamos conhecimento da decisão da Rebellion, que nos leva modificar a configuração operacional do nosso dispositivo no horizonte de 2022. Isso não coloca em causa o programa da Peugeot no WEC”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir