Mundo

Perder o emprego para a inteligência artificial pode ser bom para o Homem, diz Bill Gates

O bilionário fundador da Microsoft, Bill Gates, acredita que a inteligência artificial vai retirar muitos postos de trabalho aos humanos, mas considera isso como um fator positivo para o Homem.

Em entrevista à Fox Business, citada pelo Business Insider, Bill Gates instalou a polémica ao considerar que a perda de postos de trabalho para os robots – inteligência artificial – poderá ser benéfico para os humanos.

No entender do bilionário, isso tornará as pessoas “mais eficientes” e poderá dar-lhes “mais tempo livre”.

“Podemos encarar a ideia como o facto de termos mais férias a dada altura”, disse Bill Gates. “Se podemos produzir duas vezes o que fazemos hoje com menos trabalho, o propósito da humanidade não é só sentar atrás de um balcão e vender coisas”, acrescentou.

Bill Gates explica que o desafio para os próximos 20 anos é, por isso, o de combater o facto de haver menos empregos e mais pessoas sem trabalho. Para o fundador da gigante Microsoft, as mudanças serão mais rápidas a partir de agora, mas parte da solução terá que vir dos próprios governos.

“Haverão mais desafios porque as coisas vão mudar mais rapidamente nos próximos 20 anos que até então”, afirmou. Os governos deverão repensar os seus programas de rede e segurança social e reconciliar os trabalhadores para a nova economia.

“Se a sociedade é capaz de produzir todos os alimentos, casas e bens de consumo que precisa, então os trabalhadores devem ter permissão para relaxar e concentrar-se noutros interesses”, considera.

Em resultado, o bilionário acredita que a mudança obrigará a sociedade a tomar mais decisões no futuro, o que a “tornará muito mais produtiva”.

Gates argumenta que isto já se está a verificar, principalmente em posições onde o salário é mais baixo. Recentemente, por exemplo, a Amazon anunciou o lançamento de uma loja física, a Amazon Go, que não terá caixa.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir