Motores

Penalização custa duas posições a Kris Meeke no Chile

Kris Meeke perdeu duas posições no Rali do Chile depois de ter sido penalizado num minuto por ter retirado o pára-brisas do seu Toyota Yaris WRC em zona não autorizada.

A situação, ocorrida antes da partida para a oitava classificativa, é uma clara infração aos regulamentos que proíbem qualquer intervenção quando um carro de competição está em regime de parque fechado, pelo que o britânico da Toyota desce do oitavo lugar em que tinha terminado a prova sul-americana para a 10ª posição.

O pára-brisas do Yaris WRC de Meeke tinha sido danificado quando o britânico capotou na sétima especial, sendo que os fragmentos de vidro se espalharam pelo painel de bordo. O piloto quis fazer o troço seguinte com o pára brisas já que a bordo não tinha óculos que protegessem os olhos.

“Quando chegou ao controlo na oitava especial ele não queria continuar sem pára-brisas. Esperando na zona de controlo Meeke e o seu co-piloto estavam à espera e vimos que a junta junto ao vidro começou a descolar. A equipa decidiu retirar o pára-brisas por razões de segurança, que era a única opção de prosseguir sem se colocar em perigo”, refere um comunicado oficial

No mesmo documento é dito que “os comissários estimaram que o problema deveria ser resolvido no percurso de estrada antes de chegar à especial, por isso foi cometido uma infração ao regime de parque fechado”.

Mais partilhadas da semana

Subir