Desporto

Pedro Gonçalves, Jorge Mendes e Jorge Pires doam ventilador ao Hospital de Chaves

O jogador do Famalicão, da I Liga portuguesa, Pedro Gonçalves, juntamente com os seus empresários Jorge Mendes e Jorge Pires, vai doar um ventilador para o Hospital de Chaves, região de onde é natural.

O médio de 21 anos, natural de Vidago, no concelho de Chaves, distrito de Vila Real, divulgou hoje, na sua página na rede social Facebook, a compra do ventilador para ser entregue no Hospital de Chaves para fazer face à pandemia Covid-19.

“São nestes momentos de urgência que é importante ajudar. Eu e os meus empresários (Jorge Pires e Jorge Mendes) decidimos responder prontamente ao apelo do nosso amigo enfermeiro Daniel Bernardo e vamos adquirir um ventilador para o Hospital de Chaves. Contamos que seja entregue na segunda semana de abril”, pode ler-se na nota.

Pedro Gonçalves deixa ainda um apelo para que outras pessoas do concelho de Chaves se juntem para “ajudar quem mais precisa”.

O flaviense representa o Famalicão desde o início da temporada e soma 31 jogos oficiais e seis golos, após duas temporadas na equipa inglesa do Wolverhampton. Pedro Gonçalves fez formação no Vidago, Desportivo de Chaves e Sporting de Braga, em Portugal, representando durante duas temporadas o Valência, de Espanha.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 360 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.077 mortos em 63.927 casos. Segundo as autoridades italianas, 7.024 dos infetados já estão curados.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Dos infetados, 201 estão internados, 47 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir