Cultura

Pedro Abrunhosa anuncia espetáculos para 2015, com Inteiro a celebrar êxito de ‘Contramão’

pedro abrunhosa contramao Músico Pedro Abrunhosa apresenta o espetáculo Inteiro, que passará pelo Porto, Lisboa e Guimarães, em 2015, depois do mítico Olympia, em Paris. Trata-se de uma celebração de ‘Contramão’, sétimo álbum de originais que constitui um tremendo êxito do músico e compositor. Os bilhetes já se encontram à venda, nos locais habituais.

É nos palcos (e ao vivo) que Pedro Abrunhosa vai celebrar o sucesso de ‘Contramão’, o seu sétimo álbum de originais, galardoado com a marca de platina e com os prémios Pedro Osório da S.P.A. e um Globo de Ouro de Melhor Música atribuído ao tema ‘Para os Braços da Minha Mãe’.

O espetáculo especial ‘Inteiro’ comemora também os 20 anos do álbum seminal ‘Viagens’, que será reeditado no final de novembro.

O mítico Olympia, em Paris, é o primeiro a receber Inteiro, a 16 de janeiro, seguido do Rockhal, no Luxemburgo, no dia seguinte.

Em Portugal, ‘Inteiro’ é apresentado no Coliseu do Porto nos dias 30 e 31 de janeiro, passa pela MEO Arena a 7 de fevereiro e ruma ao Pavilhão Multiusos de Guimarães, a 14 de fevereiro.

“Inteiro é o espetáculo que celebra o quanto ainda aí vem, o muito que há para fazer. Todos os dias são dias de recomeçar, de tentar ser maior, de buscar na palavra certa o tempo fugaz da vida. Estas noites de Inteiro serão o início de muita mais estrada, mais canções, da perpétua busca de algo que espero nunca vir a encontrar”, afirma Pedro Abrunhosa, no comunicado que fez a propósito do anúncio destes concertos.

Os bilhetes já se encontram à venda, nos locais habituais.

Datas

Paris: 16 de janeiro

Coliseu do Porto: 30 e 31 janeiro
Meo Arena: 7 de fevereiro
Multiusos Guimarães: 14 de fevereiro

Lançado há menos de um ano, a 2 de dezembro de 2013, ‘Contramão’ é o sétimo álbum de originais de Pedro Abrunhosa e deu origem à maior digressão de um artista nacional em 2014.

Pedro Abrunhosa & Comité Caviar têm atuado para plateias sucessivamente esgotadas, em salas ou ao ar livre, em alguns casos para mais de 30 mil pessoas – como na Queima das Fitas do Porto ou na Expofacic, em Cantanhede.

Vários espetáculos esgotam poucas horas após o início de venda dos bilhetes, levando, sempre que as condições se encontram reunidas, à marcação de novas sessões.

Em destaque

Subir