Nas Notícias

“Peço desculpa pelo nosso erro”, reage Tânia Ribas de Oliveira

Apresentadora da RTP lamenta “ingenuidade e até ignorância” por desconhecer o passado do entrevistado neonazi, que esteve no programa ‘A Nossa Tarde’, da estação pública, a falar da experiência da paternidade de trigémeos.

Nuno Cláudio Cerejeira foi convidado pela RTP para falar na condição de “pai extremoso” de três gémeos, num trabalho transmitido em ‘A Nossa Tarde’. O que os responsáveis pelo programa desconheciam era que Cerejeira é um neonazi condenado por crimes de ofensas corporais, denunciou a SOS Racismo.

No programa apresentado por Tânia Ribas de Oliveira, o convidado falou sobre uma experiência familiar, depois dos três gémeos terem nascido prematuros.

A associação questionou a estação pública se “o tempo de antena” concedido à “paz familiar de um neonazi não previu, por desresponsabilização ou por ignorância, a possível repercussão no seio familiar das suas vítimas”.

Depois da controvérsia, a apresentadora reage.

“Quem me conhece sabe que sou uma pessoa de palavras mas, mais importante ainda, de palavra. Ontem, A Nossa Tarde emitiu um comunicado e eu sinto que devo também, em nome pessoal, pedir desculpa pelo nosso erro enquanto equipa. Assumimos a nossa ingenuidade e até a nossa ignorância. Assumimos a nossa responsabilidade, a nossa tristeza e pedimos desculpa. Mas não poderemos nunca identificar-nos com qualquer comentário que nos relacione com quaisquer ideais que não sejam os da Igualdade, da Tolerância e do Amor. Isso, não. Como cidadã, como mulher e como mãe, abraço agora a família e amigos de Alcino Monteiro. Hoje estamos novamente no ar, às 15h, com a humildade que nos caracteriza”, reagiu a apresentadora, nas redes sociais.

Também a estação pública tinha lamentado o incidente, enquadrando a origem da entrevista.

“No passado mês de Outubro foi-nos sugerida pela Fundação Ronald McDonald, da qual a Tânia Ribas de Oliveira é uma das embaixadoras, a história do casal Cláudia e Cláudio, que depois vários anos a tentarem ser pais, tinham conseguido, sem qualquer tratamento, ter trigémeos”, pode ler-se.

“No dia 24 de outubro o casal veio ao nosso programa, acompanhado da diretora da Casa Ronald Macdonald Ana Patacho, falar exclusivamente da experiência da paternidade a triplicar. A coordenação do programa A Nossa Tarde não teve nenhum conhecimento sobre os antecedentes criminais do pai, nem tão pouco das suas convicções políticas. Nunca o teríamos recebido, se soubéssemos. Lamentamos muito o sucedido e pedimos desculpa a todos quantos se tenham sentido ofendidos”, realça a mesma nota.

14Shares

Mais partilhadas da semana

Subir