Nas Notícias

Peaches Geldof: Overdose de heroína na origem da morte, indica a autópsia

peaches 210peachesPeaches Geldof terá morrido de overdose, refere a autópsia. Segundo o resultado das análises toxicológicas, hoje divulgado, a jovem de 25 anos consumiu heroína antes de falecer, a qual terá sido ‘limpa’ antes da chegada das autoridades.

A autópsia de Peaches Geldof indica uma overdose de heroína como a mais provável causa da morte, a 7 de abril.

A conclusão foi hoje anunciada juntamente com a divulgação do resultado das análises toxicológicas, que revelaram um consumo de heroína pouco tempo antes da jovem falecer.

Esta foi a segunda autópsia realizada, depois da primeira não ter sido conclusiva.

As autoridades investigam agora a inexistência de vestígios da droga quando as equipas de socorro chegaram ao local, após o marido de Peaches, o músico Thomas Cohen, a ter encontrado em casa já sem vida.

As suspeitas apontam para que alguém tenha limpo a divisão antes da chegada das autoridades.

A filha de Bob Geldof nunca escondeu que tinha consumido drogas, mas garantira que deixara de o fazer quando engravidou: era mãe de um menino de 23 meses e outro de 11 meses.

“Antes, não estava em paz comigo mesmo. Estava traumatizada e por essa razão tinha uma vida caótica. Agora, tenho os meus filhos e curei-me”, afirmou Peaches Geldof, na entrevista ao The Sunday Times.

Na mesma entrevista, a última que concedeu, a modelo traçou “muitos paralelismos” com a mãe: “somos tão parecidas que sinto que vive através de mim. Agora entendo tudo”.

Paula Yates, a mãe, também fora encontrada morta junto à filha mais nova. A última imagem que Peaches Geldof publicou nas redes sociais é dela, ainda na infância, com a mãe, Paula Yates.

Em destaque

Subir