Economia

PCP quer nacionalizar Novo Banco “de imediato”

O PCP exortou hoje o Governo a reverter o contrato de venda do Novo Banco ao Lone Star, sustentando que o banco deve ficar “de imediato” na esfera pública.

A proposta comunista abre a porta à hipótese da nacionalização do banco.

De acordo com o texto apresentado pelo PCP no Parlamento, é solicitado que se “inicie de imediato o processo de integração” do Novo Banco “na esfera pública”

É recomendado ao Governo que “reverta o contrato de venda do Novo Banco, garantindo que eventuais indemnizações incidam exclusivamente sobre o montante injetado pela Lone Star, deduzido de eventuais ganhos decorrentes da gestão de ativos do banco, ou de práticas de gestão danosa”.

Na medida, o PCP defende também “uma avaliação extraordinária da política de gestão de ativos, património e perdão de dívidas no Novo Banco, da idoneidade dos seus administradores, nomeadamente no que diz respeito à política de prémios e à política salarial da administração e dos gestores de topo”.

0Shares

Em destaque

Subir