Desporto

Paulo Gonçalves estará de saída do Benfica

Paulo Gonçalves estará de saída do Benfica, de acordo com o que adianta o Jornal de Notícias, nesta sexta-feira. A decisão estará tomada e o assessor jurídico da SAD encarnada deverá oficializar a sua saída, em breve.

Acusado no processo ‘E-Toupeira’, o funcionário das águias viu, na quinta-feira, teve um voto de confiança da direção benfiquista.

Paulo Gonçalves está no Benfica há 12 anos, desempenhando funções de assessor jurídico da SAD encarnada.

No âmbito do processo ‘E-Toupeira’, Paulo Gonçalves está pronunciada por alegadamente ter cometido 79 crimes, segundo a acusação do Ministério Público (MP).

O funcionário das águias está indiciado por vários alegados crimes, a saber: um de corrupção ativa, um de oferta ou recebimento indevido de vantagem, seis de violação de segredo de justiça e de 21 crimes de violação de segredo por funcionário, em coautoria com os arguidos Júlio Loureiro e José Silva (ambos funcionários judiciais).

Neste mesmo processo, a SAD do Benfica está acusada de 30 crimes no processo ‘E-toupeira’.

Mais partilhadas da semana

Subir