Desporto

Paulo Duarte ataca árbitros depois de Burkina Faso ser eliminado da CAN

O técnico português Paulo Duarte foi eliminado depois de fazer história com a seleção de Burkina Faso tendo alcançado as meias-finais na Taça das Nações Africanas.

Paulo Duarte estava inconformado após a eliminação do Burkina Faso frente ao Egito através das grandes penalidades, depois de o empate subsistir após o prolongamento.

O treinador deu os parabéns ao adversário mas deixou no ar algumas suspeitas sobre a equipa de arbitragem. Segundo Paulo Duarte o árbitro deixou passar uma grande penalidade na primeira parte por mão na bola na área do Egito.

“Quero felicitar todos aqueles que nos impediram de vencer em campo. Não vou comentar arbitragens mas sou obrigado a dizer isto. Todos viram que na primeira parte, num um contra um, o meu avançado estava na área e o defesa cortou a bola com a mão”

O treinador fez uma caminhada histórica com a seleção do Burkina Faso e foi uma das surpresas da competição ao ter atingido as meias-finais. A campanha inédita fala por si mas Paulo Duarte acreditava na final e lamenta que a sua equipa tenha sido afastada da competição por fatores externos.

“Sobre o jogo, o Egito ganhou porque tem um guarda-redes com grande experiência, mas se alguém merecia vencer era o Burkina Faso. Mas não podemos culpabilizar o Egito, temos de assumir nós a culpa, porque não conseguimos marcar mais do que eles. Mas de qualquer das maneiras, houve alguém que não quis que ganhássemos o jogo”

0Shares

Em destaque

Subir