Motores

Parcídio Summavielle impressionou no Caramulo

A estreia surpreendente aos comandos de um Skoda Fabia R5, em vez do Renault Clio RS que lhe é habitual, impressionou tudo e todos nesta histórica prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group.

O piloto de Fafe mostrou uma boa adaptação ao modelo checo, pensado para ralis mas adaptado às características do traçado do evento do Targa Clube.

Embora o Skoda Fabia R5 fosse um automóvel improvável, Parcídio Summaviele explicou: “Surgiu esta oportunidade de correr com este carro e não hesitei e pensei, vamos lá a ver como irá correr”.

Pelos vistos correu bem ao piloto minhoto que logo na primeira subida de ‘warm-up’ foi o novo mais rápido em termos absolutos e o segundo melhor entre os Turismo 1. Na subida seguinte baixou o seu tempo em mais de três segundos e foi o oitavo mais rápida, passando a liderar os Turismo 1.

Com maior conhecimento do Fabia R5 com as cores da PT Racing Parcídio Summavielle voltou a melhorar na segunda subida de treinos, desta vez rodando abaixo de 1m29s, baixando uma décima na primeira subida de prova, onde manteve a liderança da sua categoria.

O dia de domingo iniciou-se com um tempo ligeiramente mais alto que a melhor marca da véspera, mas na última subida de treinos conseguiu rodar pouco acima de 1m29s, correspondendo à nona melhor marca absoluta. Isso indiciava que o piloto de Fafe poderia baixar o seu tempo nas subidas de prova que faltavam.

E de facto Parcídio Summavielle conseguiu ser ainda mais rápido, rodando em 1m28,274s na segunda subida e 1m28,044s na terceira e derradeira subida. Com isso garantia o sétimo tempo absoluto e a vitória nos Turismo 1.

“Correu tudo muito bem. O carro é fabuloso. Adorei conduzi-lo. Precisava um pouco mais de adaptação, mas adorei. Ainda não sei se vou continuar com ele. Vamos ver”, afirmou o piloto minhoto após esta Rampa do Caramulo.

Mais partilhadas da semana

Subir