Motores

Parcídio Summavielle com “saldo positivo” no arranque do campeonato de Montanha

Parcídio Summavielle esteve em bom plano na Rampa Porca de Murça, primeira prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, com uma exibição com “saldo positivo” face ao resultado conseguido.

No evento do CAMI Motorsport – tristemente marcado pelo acidente de Luís Silva – o piloto de Fafe venceu a Divisão Turismo 1, categoria que dominou desde a primeira subida de ‘warm-up’.

Aos comandos do competitivo Skoda Fabia R5, Parcídio começou por rodar em 2m28,379s para terminar em 2,25,234s à média de 104,1 km/h na segunda subida de prova, a última ser realizada em virtude do acidente que vitimou fatalmente dois espetadores e que obrigou a cancelar a terceira subida.

“Para ser franco não estava à espera deste desfecho. Confesso que não esperava isto. Quero expressar as minhas sinceras condolências às famílias nesta hora bem difícil. Quanto ao Luís Silva espero poder vê-lo de novo a correr”, reagiu o piloto minhoto.

Relativamente ao seu desempenho Summavielle referiu: “Saldo positivo, na segunda subida de prova tive um toque e com isso perdi muito tempo, mas são coisas que acontecem”.

Refira-se que o melhor desempenho do piloto do Skoda acabou por ser na segunda subida de treinos, quando conseguiu rodar em 2m19,837s à média de 108,1 km/h, sendo que em prova conseguiria realizar a subida inicial em 2m19,960s. Isto para além de com o piso molhado, na manhã de domingo, ter sido apenas batido por Hugo Araújo no Subaru Impreza.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir