Clube dos Pensadores

Parabéns do Clube com um Daniel Bessa antipolítica

Daniel_Bessa_900O Clube dos Pensadores comemorou o 10.º aniversário nesta segunda-feira e o seu 105.º debate no Hotel Holiday Inn, em Vila Nova de Gaia. Para assinalar esta data, o seu fundador Joaquim Jorge, convidou o economista Daniel Bessa, antigo ministro no governo de António Guterres. Esta década de cidadania ativa mereceu uma palavra de apreço, enviada pelo Presidente da República.

“A Democracia vive do livre debate de ideias. O Clube dos Pensadores celebra dez anos de contributo para esse debate. Merece, por conseguinte, uma palavra a assinalar o mérito da iniciativa e a sua longevidade” [Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República]

O convidado não esconde o seu fascínio para política, afirma que não sabe bem o que é fazer política e que a maioria dos políticos apenas cumpre funções pelo exercício do poder.

O poder não lhe interessa nem o seduz e para ele a maior razão pela qual se está na política é “mudar para melhor a vida das pessoas”. Admira pessoas que ficaram para a história como Gandhi e Gorbachev pois tiveram a capacidade de mudar o mundo.

Daniel Bessa diz que não tem essa capacidade e nem está ao seu alcance mudar o mundo.

Quando aceitou ser ministro não foi pelo dinheiro mas por estar convencido de que seria capaz de mudar a vida das pessoas para melhor. Foi essa a atração que teve pela politica mas não lhe correu bem.

Não aceitou a forma como a política lida com a verdade “é como estar na política, não fosse possível falar a verdade”, afirma.

Lida mal com os votos, pois não anda a votos e que cada vez mais, todos nós, nos sentimos mais enganados com esta forma de exercer cargos políticos. É banal dizermos que está tudo mal, mas alerta para o problema que não é pequeno!

Dá-se mal com políticos e até o assusta ser fotografado junto de alguns deles.

Daniel Bessa nunca aprendeu tanto e tão depressa nos meses em que foi ministro e não esconde o seu descontentamento e falta de paciência para as pressões e indicações sobre as pessoas que deveriam e queriam exercer cargos. Todas estas pressões mudaram a maneira de ver a política.

Sobre a polémica comparação de José Sócrates com o egípcio que comandava o avião que embateu nas torres gémeas, o que provocou com que várias pessoas ficassem contra ele e ofendidas, explica que Sócrates poderia ter mudado o rumo da política, pois “nesse avião estávamos todos nós, tal como o egípcio poderia ter mudado de rota”.

O debate com Daniel Bessa assinalou o 10.º aniversário do Clube dos Pensadores. O final foi em festa, com bolo e champanhe e com toda a sala a cantar os parabéns ao clube, felicitando o seu fundador Joaquim Jorge pelo excelente trabalho e empenho no mesmo.

Mais partilhadas da semana

Subir