Fórmula 1

Para Verstappen a colisão com Raikkonen em Spa foi um incidente de corrida

Max Verstappen não teve um bom Grande Prémio da Bélgica, pois para si a prova terminou logo na primeira volta, após colisão com o Alfa Romeo de Kimi Raikkonen.

O holandês da Red Bull considera que o sucedido no gancho de La Source, logo após a partida, foi um incidente de corrida, não o valorizando tanto quanto o finlandês, que se mostrou agastado com o piloto do monolugar # 33.

“Ele virou contra mim, que é que fez?!”, afirmou Verstappen na altura pela rádio, alguns segundos antes de embater contra a barreira de pneus existente no Raidillon, como consequência dos estragos no Red Bull após a colisão com o Alfa Romeo # 7.

Já de regresso ao ‘paddock’ o holandês contou: “Fiz uma má partida. O meu tempo de reação não foi o ideal e patinei quando larguei a embraiagem. Tentei tomar o interior da curva (La Source) na travagem, mas penso que Kimi esperava estar completamente à minha frente. Seguiu a sua trajetória normal”.

Pelas imagens parece que Max Verstappen seguiu uma trajetória interior, numa reprodução de uma cena muito semelhante à que ali sucedeu em 2016. “Penso que não podemos criticar o que quer que seja, ele apenas não me viu. Este tipo de coisas acontecer”.

Os comissários desportivos decidiram também não penalizar qualquer piloto pelo incidente, mas Fréderic Vasseur, teve outro entendimento, considerando a atitude do holandês da Red Bull “estúpida”.

“Não sei o que aconteceu com Verstappen. Surgiu do nada, estava até atrás de Perez antes de travar. Tentou passar dois carros na primeira curva, e foi estúpido porque em Spa pode-se ultrapassar quando se tem espaço para fazer algo. Não estamos em Budapeste ou no Mónaco. O carro (de Raikkonen) ficou completamente danificado, faltando-lhe metade do chão”, queixou-se o líder da equipa Alfa Romeo.

Obviamente que o seu homólogo da Red Bull Racing teve um entendimento completamente diferente, frisando tratar-se de “um incidente de corrida”. Christian Horner refere também: “Acho que Kimi não sabia que ele estava lá. O problema é que (Verstappen) fez uma má partida e estava no pelotão e isso acabou por prejudicar-nos”.

Raikkonen admitiu não ter visto Max Verstappen, apena diz que “subitamente fiquei em duas rodas, por isso é difícil de dizer”. O finlandês refere também: “Estava concentrado em reduzir a velocidade porque os Mercedes seguiram uma trajetória muito apertada, por isso tive de reduzir imenso o andamento. Honestamente não o vi. É uma pena porque estávamos rápidos, mas os estragos eram demasiados”.

Em destaque

Subir