Fórmula 1

Para Sebastian Vettel “é normal tomar precauções”

Questionado sobre a possibilidade do Grande Prémio da Austrália de Fórmula 1 ser cancelado, depois da retirada da McLaren, Sebastian Vettel mostrou-se compreensivo.

A evolução da pandemia de coronavírus é uma situação crítica de saúde pública mundial, e a anulação da prova prevista para este fim de semana em Melbourne seria um ‘mal menor’ face a consequências mais gravosas.

Depois do cancelamento das 1000 Milhas de Sebring (WEC) e das 12 Horas de Sebring (IMSA), não se disputar a prova inaugural da temporada de Fórmula 1 seria apenas mais uma perturbação no desenrolar do calendário do desporto automóvel internacional.

Vettel confia que, juntamente com as autoridades australianas, os responsáveis da F1 vão tomar a melhor decisão e aquela que defenda o melhor interesse dos intervenientes. “A minha posição sobre este assunto é difícil para o momento para categoricamente dizer que é sério ou não sério”, começa por dizer o alemão da Ferrari.

Para Vettel o que importa é saber que quem comanda a F1 faz o que é mais certo: “Para mim é importante contar com os outros e ter confiança neles. Viemos todos até aqui. Os voos não foram anulados, fomos autorizados a viajar. Temos confiança com quem viajamos”.

“Provavelmente, é acertado e normal tomar precauções. Se as coisas se agravarem certamente que vão puxar o travão de mão. Somos um grupo de 20 pilotos e penso que nos reunimos ao longo dos últimos anos por diversas circunstâncias e devido a vários assuntos, e penso que partilhamos uma opinião comum sobre grandes decisões, e esta qualificarei-a como uma grande decisão. Se for necessário puxaremos o travão de mão”, remata o piloto de Heppenheim.

Mais partilhadas da semana

Subir