Motores

Para Filipe Albuquerque “repetir a vitória” em Long Beach “um ano depois é fabuloso”

Filipe Albuquerque foi a ‘chave’ para a vitória do Cadillac DPi # 5 da Action Express Racing em Long Beach, onde se disputou a terceira prova do Campeonato IMSA.

Uma corrida que não começou bem para equipa, devido às dificuldades sentidas por João Barbosa inicialmente, mas que o seu companheiro de equipa acabou por reverter para o segundo êxito consecutivo naquele que é considerado como o ‘Mónaco’ norte-americano.

Albuquerque encetou uma recuperação sensacional, a que somou uma excelente gestão do tráfego, quando nas últimas voltas foi atacado por Ricky Taylor, no Acura ARX que veio a terminar na segunda posição.

Obviamente que no final o piloto de Coimbra era imagem da satisfação: “Não há palavras para descrever a sensação. Repetir a vitória neste circuito um ano depois é fabuloso. A forma como fomos infelizes no início da corrida e conseguir virar o jogo a nosso favor foi único”.

“A equipa fez um trabalho excecional com a estratégia e eu dei tudo o que tinha. O carro estava irrepreensível e não hesitei em arriscar. Nas últimas voltas já não tinha pneus traseiros. O carro estava difícil de controlar. O meu adversário, colado a mim, ansiava pelo meu erro. Não lhe dei esse prazer e conseguimos a primeira vitória do ano. E que desejada que foi”, sublinhou Filipe Albuquerque.

Com este êxito a dupla portuguesa ganhou novo fôlego no campeonato, como destaca o piloto de Coimbra: “Estávamos cientes de que precisávamos, com urgência, de recuperar os pontos perdidos das duas primeiras corridas do ano. Subimos uma posição na tabela e estamos mais próximos do primeiro lugar. Mas os quatro primeiros estão separados por quatro pontos. Não há margem de erro daqui em diante É manter o foco e, agora que chegámos às vitórias, é continuar”.

9Shares

Mais partilhadas da semana

Subir