Fórmula 1

Para a Pirelli os pneus não são os únicos culpados do atual espetáculo na F1

Para a Pirelli os pneus não são os únicos culpados para o atual panorama da Fórmula 1, que muitos consideram ser atualmente menos espetacular.

Mario Isola, responsável desportivo do construtor italiano de pneumáticos, considera que há vários fatores a condicionarem o espetáculo na disciplina máxima do automobilismo.

Depois da Pirelli ter prolongado o seu contrato com a F1 até 2023, Isola faz agora um balanço da temporada, evocando aquilo que lhe agradou e pontos a melhorar.

“Face à dificuldade de cobrir os 21 ou 22 segundos que custa uma paragem (nas boxes), as equipas preferiram reduzir o andamento dos pilotos. Os pneus não são os únicos em causa, já que há outras limitações, como o motor, o consumo, etc. Pessoalmente gostaria que os pilotos andassem mais depressa”, confessa o responsável da Pirelli para a F1.

E Isola argumenta: “O regulamento podia impor o mínimo de duas paragens, mas haveria fortes possibilidades de toda a gente parar na mesma volta. É um problema complicado mas que não é fácil de resolver. Cada decisão deve ser avaliada com precisão. Tivemos discussões com os pilotos e as equipas sobre este assunto, bem como com a FIA e a FOM, mas ninguém tem soluções milagrosas”.

Mais partilhadas da semana

Subir