Mundo

Papa apela a um jornalismo de paz

O Papa Francisco faz circular uma mensagem dedicada aos órgãos de comunicação social onde apela a um combate às chamadas ‘fake news’ (notícias falsas). A nota divulgada, nesta quarta-feira, pelo Vaticano diz respeito ao Dia das Comunicações Sociais, que será assinalado a 13 de maio. “A paz é a verdadeira notícia”, sublinha o chefe da igreja Católica.

“Hoje, no contexto duma comunicação cada vez mais rápida e dentro dum sistema digital, assistimos ao fenómeno das notícias falsas, as chamadas ‘fake news'”, pode ler-se na mensagem intitulada ‘A verdade vos tornará livres’.

Na nota, a que a Renascença teve acesso, o Papa explica ser necessário “contribuir para o esforço comum de prevenir a difusão das notícias falsas e para redescobrir o valor da profissão jornalística e a responsabilidade pessoal de cada um na comunicação da verdade”.

“As notícias falsas revelam a presença de atitudes simultaneamente intolerantes e hipersensíveis, cujo único resultado é o risco de se dilatar a arrogância e o ódio. É a isto que leva, em última análise, à falsidade”, escreve o Papa Francisco.

O chefe da igreja Católica pede ainda que se faça “um jornalismo que não se limite a queimar notícias, mas se comprometa na busca das causas reais dos conflitos”.

O Papa Francisco espera ver no mundo 2um jornalismo empenhado a indicar soluções alternativas à escalada do clamor e da violência verbal”.

Mais partilhadas da semana

Subir