Insólito

Pai acusa bebé de matar mãe e polícia acredita na história

Pai acusa filho de ter disparado uma semi-automática contra a mãe, provocando-lhe a morte. A polícia acredita na história, apesar de o assassino ser… um bebé de dois anos. Caso ocorreu na Flórida (EUA) e está a revoltar a comunidade local. 

A história é estranha, mas foi considerada válida pelas autoridades, que libertaram o pai, sem que este fosse acusado ou indiciado por um crime sem precedentes. Segundo a versão do pai, Troy Bailey, a criança pensou que tinha nas mãos uma pistola a brincar.

Estava com o brinquedo nas mãos e decidiu disparar contra a mãe, Julia Bennett, atingindo-a de forma fatal. Ninguém acredita na inocência do pai, exceto a polícia. A comunidade local está a contestar a versão rocambolesca, mas as autoridades decidiram libertar o pai.

Os pais de Julia Bennett não se conformam com esta decisão da polícia e alegam que uma criança de dois anos não teria força para pressionar o gatilho de uma semi-automática de nove milímetros. Mas as autoridades não encontram motivos para deter a única testemunha do crime, além do ‘culpado’.

Troy Bailey, dono da pistola, já não namorava com a vítima, mas encontrava-se no local do crime. O tribunal de Broward, na Flórida, não permite que Troy tenha a custódia do ‘criminoso’ e decidiu entregar o bebé aos avós Bennett. Entretanto, prosseguem as investigações.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir