Motores

Os treinos acidentados das 24 Horas de Daytona

Este ano os treinos e a qualificação das 24 Horas de Daytona ficaram marcados por grandes acidentes.

No quarto treino livre foi Don Yount a embater violentamente com o Oreca # 38 Gibson da Tech Motorsports contra a barreira de pneus exterior da curva seis a 15 minutos do final da sessão. O piloto nada sofreu mas o protótipo ficou seriamente danificado.

Já na qualificação foi Ricky Taylor a bater forte com o Acura ARX-05 # 6 na chicane Bus Stop nos últimos minutos da sessão, que obrigou a Direção de Prova a declarar bandeiras vermelhas.

O piloto norte-americano nada sofreu, mas o protótipo vai precisar de muitas reparações e vai largar da última posição da sua categoria. Ricky Taylor não parece preocupado: “A ‘pole’ em Daytona não significa grande coisa, mas é um feito para quem a consegue. Naquele local usei demasiado a curva. Não fui à relva mas perdi a traseira. Fugiu-me e corrigi demasiado a trajetória e fui ao muito”.

“Estou desludido. Lamento pela equipa. Vai ser uma longa corrida e uma grande preparação. A equipa fez um bom trabalho a preparar o carro durante a pré-temporada para garantir que tudo estava perfeito para a corrida. Não tenho dúvidas que vão colocar o carro em perfeitas condições, Só lamento ter-lhes dado este trabalho extra”, acrescentou o piloto americano.

Ficam as imagens do grande acidente sofrido por Ricky Taylor.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir