Nacional

“Ornelas tem carácter, mas doença do Bruno não tem cura”, diz a primeira ‘ex’

Irina Yankovich, que teve uma relação de cinco anos com Bruno de Carvalho, defendeu publicamente Joana Ornelas, quando é notícia o iminente divórcio. “A doença dele é progressiva e não tem cura”, acusou a bielorrussa.

Numa entrevista à TV Guia, dois meses depois de ter revelado à mesma revista os anos de terror que passou com o ex-companheiro, Irina Yankovich colocou-se publicamente ao lado de Joana Ornelas, numa altura em que é avançado que Bruno de Carvalho pediu o divórcio.

“Sempre achei que a Joana Ornelas era uma mulher com um carácter forte. Gosto de mulheres com este perfil”, destacou.

No entanto, nem essa força será suficiente para ‘aturar’ o polémico ex-presidente do Sporting, continuou a primeira ‘ex’.

“O Bruno, com a sintomatologia da doença que tem, culpabiliza sempre os outros, incluindo as companheiras, por todos os males que se passam com ele”, acusou.

Irina Yankovich classificou mesmo Bruno de Carvalho como “um psicopata”.

“A doença dele é progressiva e não tem cura”, insistiu.

O casamento com Joana Ornelas é o segundo de Bruno de Carvalho, que antes esteve numa união com Cláudia Dias Gomes.

Mais partilhadas da semana

Subir