Local

Ocupação hoteleira no Algarve em dezembro é das maiores dos últimos 20 anos

A taxa de ocupação por quarto nas unidades hoteleiras do Algarve foi de 34 por cento em dezembro, um dos valores mais elevados registados naquele mês nos últimos 20 anos, de acordo com dados provisórios divulgados hoje pela AHETA.

A taxa de ocupação global média por quarto foi 1,1 ponto percentual superior à de em dezembro de 2017, subida que é atribuída ao crescimento dos mercados francês, alemão e britânico, revela a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA).

O valor atingido no mês passado é um dos mais elevados comparativamente com o mesmo mês nos últimos 20 anos, mas ainda assim ficou abaixo dos 35,5 por cento verificados em dezembro de 2016, segundo um gráfico com as variações no período entre 1996 e 2018 divulgado pela AHETA em comunicado.

De acordo com a maior associação local do setor, a subida verificada deveu-se sobretudo aos mercados francês (mais 18,5 por cento), alemão (mais 10,2 por cento) e britânico (mais 9,3 por cento).

O mercado holandês foi o que apresentou a maior descida (menos 18,8 por cento), atenuando a subida verificada, nota a AHETA.

Desde o início do ano, a taxa de ocupação por quarto regista uma descida de 1,1 por cento e o volume de negócios um aumento de 3,7 por cento.

Já o volume de vendas subiu 11,2 por cento face ao período homólogo, conclui a AHETA.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir