Desporto

Oblak foi o guarda-redes mais caro da história do futebol espanhol

oblakO esloveno Oblak entrou para a galeria dos 10 guarda-redes mais caros da história do futebol, mas está em primeiro lugar na história do futebol espanhol. O Atlético Madrid pagou ao Benfica 16 milhões de euros. Nunca um clube espanhol investira tanto na baliza.

Em Portugal, os adeptos do Benfica ‘choram’ a partida de alguns dos mais importantes jogadores que formaram o onze-tipo do campeão. E Oblak era um desses elementos.

No entanto, se a venda de Garay, por exemplo, impressiona pelos valores reduzidos – aos valores do mercado de transferências, o titular da defesa argentina sai de ‘borla’ – já o mesmo não se pode dizer relativamente ao guarda-redes esloveno.

Além de ter forçado a saída, Oblak tornou-se no guarda-redes mais caro alguma vez contratado por um clube espanhol.

Real Madrid e Barcelona acabam de contratar reforços para a baliza, mas não atingiram os 16 milhões pagos pelo Atlético Madrid. Nunca um clube espanhol pagara tanto por um guarda-redes.

E Oblak entra também na lista dos guardiões mais caros de sempre, em todos os campeonatos. Só há sete nomes mais valiosos.

Buffon (que obrigou a Juventus a pagar 54,2 milhões ao Parma), Francesco Toldo (que representava a Fiorentina e custou 26,5 milhões ao Inter), Manuel Neuer (deixou o Schalke e foi para Munique a troco de 22 milhões), Sebastien Frey (trocou o Inter pelo Parma, numa transferência de 21 milhões), David De Gea (vendido pelo Atlético Madrid ao Manchester United por 20 milhões) e Angelo Peruzzi (primeiro, saiu da Juventus para o Inter por 19 milhões; depois seguiu do Inter para a Lazio por 17,9 milhões).

A seguir surge Oblak, na lista dos guarda-redes mais caros da história do futebol.

Uma nota para o facto de a maioria das transferências milionárias de guardiões ocorrerem, quase sempre, em Itália. Neuer, De Gea e Oblak são as exceções à regra.

Realce-se ainda que o Real Madrid pagou 10 milhões pela contratação de Navas, há poucos dias. Os merengues foram mais poupados.

Em destaque

Subir