Apresentações/Novidades

O ser humano no centro das novas fábricas da Nissan

A Nissan prepara-se para criar uma nova geração de automóveis elétricos, que também serão ‘inteligentes’ e conectados.

Um futuro onde a marca vai realizar uma série de investimentos para atualizar as suas tecnologias e equipamentos de produção.

E face ao avanço da tecnologia seria lógico pensar numa automatização que passe pela robótica, antevendo uma unidade de produção que seria um domínio exclusivo de máquinas e não de pessoas. Mas a Nissan garante que isso está longe da verdade, sendo que para produzir automóveis continuará a estar tão dependente do ser humano como anteriormente.

Assim o propósito da marca vai muito para além de maximizar a produção num determinado período de tempo, olhando para a eficiência com vista a evitar erros, mantendo a qualidade, garantindo que os trabalhadores ficam libertos de tarefas monótonas, e reduzindo o desgaste e a fadiga no trabalho.

Desta forma, na Nissan as equipas de engenharia completas dedicam-se ao estudo da ergonomia dos postos de trabalho. Para cada processo, analisam a exigência física de determinadas ações (tais como, elevar, alcançar, rodar ou agachar) ou a exigência mental de tarefas que são repetitivas ou exigem concentração permanente.

Na sequência selecionam os processos mais exigentes e apresentam soluções para tornar o trabalho dos operários mais fácil.

É verdade que determinados processos da linha de montagem são mais adequados para robôs, particularmente se são simples e repetitivos. Exemplo disso é a instalação de um forro do tejadilho, a camada superior na parte interior do teto de um automóvel. Normalmente, os trabalhadores necessitam de entrar no habitáculo para efetuar este procedimento exigente a nível físico.

Esta tarefa tem-se tornado cada vez mais difícil, visto que os automóveis possuem cada vez mais funcionalidades conectadas, o que aumenta o número de dispositivos no interior ou em redor dos forros dos tejadilhos.

A solução da Nissan consiste em utilizar robôs para a introdução do forro do tejadilho pela dianteira do veículo e posterior fixação na devida posição.

0Shares

Em destaque

Subir