Mundo

O passado polémico do ativista que invadiu praça de touros em Albufeira (com vídeos)

O holandês que foi agredido quando estava sob custódia da GNR, por ter invadido a praça de touros de Albufeira, tem várias polémicas no ‘currículo’, incluindo a suspeita – nunca provada – de ter conspirado para assassinar a então Rainha da Holanda.

O passado de Peter Janssen veio à tona porque o ativista da organização Vegan Strike Group foi um dos três elementos que interromperam uma corrida de touros em Albufeira, há cerca de uma semana.

Peter Janssen e os dois portugueses foram detidos pela GNR e, quando se encontravam sob custódia da força de segurança, foram agredidos por aficionados da tauromaquia, como ficou visível num vídeo divulgado pela organização.

Mas este holandês que denunciou as agressões tem um passado polémico.

Em 2009, Janssen dividiu o protagonista de uma manchete com a monarca da Holanda: “Atacante vegan detido por alegadamente planear o assassinato da fã de peles Rainha Beatriz”.

O ativista foi detido, tal como outros sete suspeitos, e investigado. As autoridades não conseguiram provar que ele estava a conspirar para assassinar a Rainha, nem encontraram a arma com que supostamente iria cometer tal crime.

São várias as detenções e problemas com as autoridades de um ativista que se gaba de ter “mais de 40 invasões em defesa dos direitos dos animais”.

Uma das mais recentes ocorreu em Portugal: há poucos meses, Peter Janssen foi detido por ter invadido o Campo Pequeno, em Lisboa.

Os protestos do holandês não conhecem fronteiras: esteve preso em Espanha, França e até no Japão, onde invadiu um espectáculo com golfinhos

Veja os vídeos da invasão da praça de touros de Albufeira e das agressões aos ativistas sob custódia da GNR.

https://playbuffer.com/watch_video.php?v=4HKGSXSBB56N

https://playbuffer.com/watch_video.php?v=1GH34OY7O7A4

15Shares

Mais partilhadas da semana

Subir