Motores

Nuno Matos e o pódio em Idanha-a-Nova

Nuno Matos chegou a comandar a Baja TT de Idanha-a-Nova na estreia aos comandos da nova Ford Ranger da Extreme Raid, acabando a prova na terceira posição dos automóveis.

O notável andamento aos comandos de um veículo que não conhecia bem atesta a competitividade do mesmo e também a forma do piloto de Portalegre, campeão em tíulo.

Acompanhado por Pedro Marcão, Nuno Matos demonstrou um ritmo que lhe permitiu vencer o primeiro dia de prova, já no segundo dia obteve o quarto tempo e isso acabou por explicar o resultado final.

“Choveu muito durante a noite e o troço da manhã estava bastante enlameado. Como íamos a abrir pista fomos muito cautelosos, a pista estava traiçoeira. No final ainda sentimos um ligeiro problema nos travões que tentámos corrigir na assistência”, explica Nuno Matos.

No setor seletivo que se cumpriu da parte da tarde, com 179,90 km, Nuno Matos atacou forte, mas também sentiram algumas dificuldades, que ainda assim não foram suficientes para arrastar esta dupla para fora dos lugares de pódio.

O piloto alentejano conta o que se passou “O troço da tarde foi épico. A dada altura choveu imenso, chuva torrencial, uma queda de granizo fortíssima, mas o que nos fez atrasar mais foi um furo. Depois do problema resolvido arrancámos com o macaco hidráulico ainda em baixo, dobrou o ferro, até que recebemos ordens para arrancar e ainda andámos um bom par de quilómetros com o ferro a arrojar. Perdemos muito tempo”.

“Seja como for estamos muito satisfeitos com este pódio na estreia da nova Ford Ranger. Agradeço o convite e quero desde já dar os parabéns ao Fernando, à Extreme Raid, que nos deram esta oportunidade e que penso que a Ford Ranger provou que um carro contruido em Portugal pode bater-se com alguns dos melhores carros do mundo”, acrescenta Nuno Matos.

Mais partilhadas da semana

Subir