Internacional

Demi Lovato escreve carta onde assume dependência de drogas

A cantora de 25 anos que está a recuperar de uma overdose de heroína escreveu uma carta onde assume a dependência de drogas e manifesta confiança na cura. Demo Lovato pede “tempo” e promete que continuará a lutar.

Numa carta dirigida aos fãs, Demi Lovato fala pela primeira vez sobre o consumo de drogas, que quase lhe roubou a vida.

“Sempre fui transparente sobre a minha aventura na dependência. E o que aprendi é que esta doença não desaparece com o tempo. É um obstáculo que tenho de superar. E ainda não consegui fazê-lo”, começa por escrever.

“Quero agradecer a Deus, por me manter viva e bem. Estarei eternamente grata aos meus fãs, pelo carinho e apoio que tenho recebido. Os vossos pensamentos positivos e as vossas orações ajudaram-me, neste período difícil”, assinala ainda a cantora.

Demi Lovato estende os agradecimentos à família, equipa e amigos, que estiveram sempre ao seu lado, como a própria reconhece: “Sem a ajuda deles, eu não estaria aqui a escrever esta carta”.

A cantora conclui esta nota com um pedido.

“Agora, preciso de tempo para me curar e centrar-me na minha sobriedade e na recuperação. O amor que recebi da vossa parte nunca será esquecido. E um dia chegará o dia em que poderei dizer que saí do outro lado. Continuarei a lutar”.

Recorde-se que Demi Lovato foi encontrada em perda de consciência, ensanguentada, depois de uma noite de excessos.

Mais partilhadas da semana

Subir