Mundo

Número de assassinatos no México entre janeiro e maio é de 14.333

No México registaram-se 2.903 homicídios no passado mês de maio, elevando para 14.133 o número de assassinatos ocorridos desde o princípio do ano, informou o Secretariado Executivo do Sistema Nacional de Segurança Pública.

De acordo com o mesmo organismo os números referentes ao corrente ano indicam que se verifica uma média de 94 assassinatos por dia no país.

O balanço do passado mês de maio aumentou em 13 o número de casos ocorridos em igual período de 2018.

Maio é até ao momento o mês mais violento de 2019, registando 2.903 homicídios, seguido do mês de abril altura em que se verificaram 2.724 assassinatos.

No total, entre janeiro e maio deste ano, as autoridades registaram 14.133 homicídios sendo que em igual período do ano passado 13.298 pessoas foram vítimas de assassinato, o que corresponde a um aumento de 6,3 por cento.

As zonas com mais homicídios em maio foram os Estados de México com 328 casos, Baixa Califórnia com 288, Jalisco com 284, Chihuahua com 278, Guanajuato com 256, Vera Cruz 231, Michoacán 244, Cidade de México (Distrito Federal) 238 e Guerrero 220.

No México registaram-se 33.369 homicídios em 2018, considerado o ano mais violento desde 1997, altura em que as autoridades iniciaram a contabilidade oficial sobre o número de crimes violentos no país.

Em maio de 2019 foram também reportados 153 sequestros, um aumento de 62 casos em relação aos 91 casos registados no mês anterior.

Desde o início do ano foram quantificados 684 casos de sequestro.

No sentido de combater a delinquência e combater a elevada taxa de assassinatos, o governo do presidente, Andrés Lopez Obrador, criou a Guarda Nacional que é constituída por polícias e militares.

Mais partilhadas da semana

Subir