Nas Notícias

Novos empréstimos caem em agosto, mas crédito à habitação sobe para 975 milhões

Os bancos emprestaram 2.604 milhões de euros em agosto, menos 21,4 por cento do que em julho, tendo contudo aumentado as novas operações de crédito à habitação para 975 milhões de euros, o valor mais alto em mais de um ano.

De acordo com dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal, apesar da queda nas novas operações de crédito em agosto face a julho, os 2.604 milhões de euros emprestados em agosto representam um acréscimo de 5,9 por cento em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Do valor emprestado, 975 milhões de euros destinaram-se ao crédito à habitação, o valor mais alto desde junho de 2018.

Este valor representa mais 0,8 por cento do que em julho e mais 20,4 por cento do que em agosto de 2018.

Já o crédito ao consumo, que em julho tinha atingido um novo máximo histórico ao serem emprestados 515 milhões de euros, reduziu-se em 9,5 por cento face a julho para 466 milhões de euros. Contudo, em comparação com o agosto de 2018, há um aumento de 15,3 por cento.

Por fim, no crédito para outros fins foram emprestados 186 milhões de euros em agosto, mais 1,6 por cento do que em julho e 36,8 por cento do que em agosto de 2018.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir