Nacional

Novo Zé do Pipo diz querer “honrar a memória” do cantor desaparecido

Continua sem se saber o que aconteceu a Zé do Pipo, mas já há substituto. Manel do Barril assumiu a personagem artística para “honrar a memória” de Nuno Batista, o cantor que era conhecido como Zé do Pipo e que está desaparecido desde 5 de novembro de 2018.

Quase meio ano após o desaparecimento do artista, são mais as dúvidas do que as certezas. Nuno Batista, o cantor que encarnava Zé do Pipo, foi visto pela última vez a 5 de novembro. O carro e objetos pessoais (como a carteira) foram depois encontrados junto ao Portinho da Areia Sul, em Peniche.

Sem Zé do Pipo, surgiu na tarde de sábado, na SIC, o herdeiro artístico: Manel do Barril.

João Carlos Costa, amigo de Nuno Batista, é o cantor que dá vida a Manel do Barril, uma personagem artística ‘fotocopiada’ do Zé do Pipo.

“Este projeto é o Nuno ainda vivo entre nós. É a única maneira de lhe dar continuidade”, justificou João Costa, citado pela Flash.

Para o Manel do Pipo, “a continuidade do projeto é a melhor maneira de honrar” o Zé do Pipo.

“Nada se cria, tudo se transforma”, concluiu.

Mais partilhadas da semana

Subir