Apresentações/Novidades

Novo Seat Toledo adaptado aos tempos de crise

seat toledo210Pode parecer um contrassenso que um automóvel familiar do segmento médio possa ser adaptado aos tempos de crise a que vivemos, mas é isso mesmo que propõe a Seat com o novo Toledo, que através de motorizações mais modestas chega este mês ao nosso país por menos de 20 mil euros.

A nova berlina de Martorell possui linhas inspiradas, em larga medida, no design escolhido para o ‘reestyling’ do irmão Ibiza, mas que não nega o parentesco Volkswagen, encontrado em outros pormenores da carroçaria.

O Toledo, apresentado em Setembro no Salão de Paris, partilha a mesma plataforma do ‘primo’ Skoda Rapid, e propõe-se reconquistar um segmento onde a Seat já teve uma presença respeitável, sem nunca desafiar verdadeiramente os grandes protagonistas desse mercado.

seat toledo

Mas os argumentos apresentados agora, nomeadamente no que toca à relação preço/qualidade, podem fazer inverter a tendência. O nível de equipamento será, porventura, um triunfo deste sedan quatro portas, que prima por uma grande sobriedade exterior.

Assim, entre a parafernália proposta de série em todas as versões figuram seis airbags – para o condutor, passageiro, laterais, de cabeça e tórax –, os sistemas ESC (tração) e ABS (travagem) e sistema Long Life.

Nas versões Reference o Toledo dispõe de retrovisores elétricos, volante multifunções, ar condicionado e computador de bordo, enquanto nas versões Style acrescenta ainda as jantes em liga leve de 16 polegadas, os faróis de nevoeiro com função comering, o ar condicionado e os vidros elétricos nas portas traseiras.

No interior vamos encontrar um habitáculo muito sóbrio, que possui alguns pormenores já vistos no mais recente Ibiza, nomeadamente o volante, que possui um desenho muito semelhante ao ‘irmão’ mais novo.

seat toledo3

Não há sinais de grande luxo, é certo, pois os plásticos duros denunciam o cariz deste Seat, mas está lá tudo, sendo percetível o sistema de ar condicionado Climtronic, de muito fácil utilização, o computador de bordo, ou o cruise-control, muito útil para longas viagens. O rádio com leitor de CD e MP3 inclui ligações USB.

E embora os materiais fiquem muito aquém de outros automóveis do grupo Volkswagen, não é previsível que os utilizados no novo Toledo criem muitos ruídos parasitas no futuro.

Os bancos são ergonómicos e, dependendo da versão, podem ser revestidos a material mais nobre e permitem uma postura correta por parte do condutor, que conta com uma caixa de cinco velocidades precisa e suave.

O espaço para pernas entre bancos é razoável e a altura também, confirmando as aptidões familiares deste novo Seat, cuja capacidade da bagageira se cifra nos 550 litros, uma das melhores do seu segmento.

seat toledo1

As motorizações são cinco nesta fase de lançamento, sendo quatro deles a gasolina, com destaque para os três com cilindrada de 1,2 litros, com potências de 75 cv, 85 cv e 105 cv. Segue-se um 1.4 TSi com 122 v, enquanto o turbodiesel é o 1.6 TDi de 105 cv. No próximo ano a oferta será alargada a um TDi de 90 cv.

Em termos de consumos, estes propulsores revelam-se bastante poupados, com médias que variam entre os 5,1 litros do 1.2 TSI e os 4,0 litros do 1.6 TDi, enquanto que ao nível de emissões de CO2, o bloco mais modesto promete 119 g/km, contra 104 g/km do mais potente.

E se em Espanha, onde o novo Seat Toledo começou a ser comercializado em Outubro a partir de 13990 euros, em Portugal a versão de arranque da gama é o 1.2 Entry (75 cv), proposta por 15383 euros.

O 1.2 TSi Reference (85 cv) surge a 17983 €, seguindo-se o 1.2 TSi Reference S&S (105 cv) a 18683 €, o 1.2 TSI Style S&S (105 cv) a 20533 €. Já o 1.4 TSI Style (122cv) é proposto a 22693 €, o 1.6 TDi Reference a 22083 €, e o 1.6 TDi Style a 23933.

Em destaque

Subir