Cultura

Nova Iorque rendida a Carlos do Carmo

Aos 78 anos, Carlos do Carmo estreou-se em Nova Iorque, nos EUA. O fadista deixou a ‘big apple’ rendida ao fado.

A rádio pública NPR não poupou nos elogios ao “Sinatra do fado”, tentando explicar aos norte-americanos em que consiste este estilo de música, “uma espécie de ‘blues’ à portuguesa”.

No artigo, a estação norte-americana revisita a longa carreira de Carlos do Carmo, citando especialistas (portugueses) para traçar uma comparação entre o fadista e aquele que será o cantor mais conhecido entre os nova-iorquinos, Frank Sinatra.

“Sinatra foi o melhor fadista que jamais ouvi”, garantiu o próprio Carlos do Carmo, no palco do Town Hall NYC: “Vocês ouviram o Sinatra, cantava o mesmo tema em diferentes registos, nunca se repetia. Isso é o fado”.

A NPR terminou o artigo com um vídeo do fadista a interpretar ‘Duas lágrimas de orvalho’. Veja.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir