Economia

Nova Iorque fecha com tendência mista com forte nervosismo dos investidores

A bolsa de Nova Iorque encerrou hoje com uma tendência mista, num dia marcado pelo nervosismo, que teve por base notícias conflituantes sobre a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

O índice Dow Jones Industrial recuperou 0,39 por cento, para 25.579,39 pontos, enquanto o Standard & Poor’s subiu 0,25 por cento para 2.847,60 pontos.

Já o tecnológico Nasdaq recuou 0,09 por cento para 7.766,62 pontos.

Na quarta-feira, a Bolsa de Nova Iorque tinha sido afetada por sinais de recessão, que penalizaram sobretudo o Dow Jones que teve sua maior queda deste ano.

A sessão de hoje, por seu lado, foi marcada por várias mudanças de tendência, com os principais índices a alternarem entre a negociação em terreno positivo e o vermelho, disseram os analistas, que justificaram o nervosismo dos investidores também com a divulgação de indicadores macroeconómicos mistos sobre a saúde da economia norte-americana.

Uma onda de vendas lançou o pânico entre os investidores no início da tarde quando as taxas de juro das obrigações do Tesouro norte-americano na maturidade dos 30 anos caíram abaixo dos 2 por cento, para 1,91 por cento.

“É um mercado esquizofrénico, influenciado pelo rendimento das obrigações e dos grandes títulos da atualidade. Isso faz evoluir o mercado em sentidos contrários”, disse Lindsey Bell, da CFRA.

Os investidores procuraram ainda interpretar os últimos desenvolvimentos sobre a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, o que fez com que o nervosismo também dominasse a sessão, salientaram os analistas.

Na quarta-feira, a praça nova-iorquina encerrou com fortes perdas, com os investidores a cederem ao clima de incerteza que envolve a economia mundial, bem como à multiplicação de sinais de recessão sobre a economia norte-americana.

O índice Dow Jones Industrial perdeu 3,05 por cento, para os 25.479,42 pontos, na que foi a sua perda mais pesada este ano.

O tecnológico Nasdaq cedeu 3,02 por cento, para as 7.773,94 pontos, e o S&P500 recuou 2,93 por cento, para as 2.840,60 pontos.

Mais partilhadas da semana

Subir