Desporto

“Noticiaria o caso dos emails sem nenhuma reserva”, diz vice do Benfica

José Eduardo Moniz é vice-presidente do Benfica e tem uma carreira marcada e dedicada ao jornalismo. Daí que não tenha dúvidas de que se tivesse sido confrontado com conteúdos como foram os responsáveis do Porto Canal… faria o mesmo e “noticiaria o caso dos emails”.

O dirigente do Benfica concedeu uma entrevista à revista Sábado, da qual é conhecido já um excerto, e onde Moniz garante que teria feito ‘eco’ dos emails na imprensa, se fosse ele a decidir o conteúdo.

“Noticiaria o caso dos emails do Benfica sem nenhuma reserva e da forma mais normal”, explica José Eduardo Moniz, em declarações à Sábado.

O dirigente do Benfica explica o que faria na ‘pele de jornalista’.

“Procurando os factos e dando explicações que permitissem ao espectador perceber o que está em causa. Não tenho tabus em relação às notícias”, sublinhou.

Moniz, de 66 anos, faz parte da estrutura encarnada há várias temporadas mas vai mantendo, simultaneamente, uma ligação à TVI, canal que ajudou a projetar.

O caso dos emails teve origem a 11 de abril de 2017, quando o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, divulgou correspondência privada dos encarnados. Explicou que esses emails lhe foram enviados.

Desde então, no Porto Canal, foram tornadas públicas correspondências eletrónicas que provariam, de acordo com Francisco J. Marques, um alegado esquema de corrupção do Benfica.

O caso está a ser investigado pela justiça.

Mais partilhadas da semana

Subir