Nas Notícias

Nilton sobre José Carlos Pereira: Humorista faz uma pergunta sarcástica

nilton 1 Humorista comentou o caso que envolve José Carlos Pereira, alvo de uma reportagem do Correio da Manhã. Mas Nilton fala “a sério”. E faz uma pergunta. O humorista usa o sarcasmo para comentar o caso que fez estalar a polémica, nesta quinta-feira, com aquele jornal a publicar imagens onde o ator surge alegadamente alcoolizado.

“Agora a sério. Não conheço pessoalmente o José Carlos Pereira. Nunca falei com ele na vida, mas pergunto: ninguém dá um pontapé na boca de quem deu um vídeo do José Carlos Pereira bêbado e deitado no chão ao Correio da Manhã?”, escreveu Nilton, no seu espaço no Facebook.

O humorista usa o sarcasmo para comentar o caso que fez estalar a polémica, nesta quinta-feira, com o Correio da Manhã a publicar imagens onde o ator surge alegadamente alcoolizado, numa festa.

O diário publica imagens do ator, falando em “álcool e perdição antes do internamento”.

Alguns amigos do ator de 35 anos – que fez parte do elenco de ‘Jardins Proibidos’ – ficaram chocados com o que consideram ser um aproveitamento abusivo da vulnerabilidade de uma pessoa.

E expressaram essa revolta através do Facebook, criticando os critérios editoriais do Correio da Manhã.

Pedro Teixeira, ator e amigo de José Carlos Pereira, foi duro nas palavras, em reação à reportagem. “Um jornalista teve a estúpida ideia de se aproveitar da vulnerabilidade de um amigo”, escreveu.

E foi mais longe: “Independentemente dos critérios editoriais e dos princípios pelos quais se regem os media, existe algo que deve ser transversal a todos – o respeito pelo outro, o respeito pelo ser humano”.

Antes, também Rita Ferro Rodrigues exprimira o mesmo sentimento, mas com outras palavras.

“Vi a capa nos recortes de imprensa e não queria acreditar. Devassa absoluta da vida privada, com publicação de imagens retiradas de um espaço privado, certamente não autorizadas pelo ator”, realça.

“Sinistro”, continua Rita Ferro Rodrigues, lamentando a “exposição pública de um ser humano numa situação de total fragilidade de saúde em que estava incapaz de se defender”.

Nilton questiona a dignidade de quem fez chegar aquele material fotográfico – sem o consentimento de José Carlos Pereira – a um jornal.

Para Rita Ferro Rodrigues, “alguém ganhou muito dinheiro com isto: quem vendeu as imagens ao dito jornal e o dito jornal que as publicou”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir