Fórmula 1

Nico Rosberg consegue na China primeira vitória na Fórmula 1

f1_nico_rosberg_china_podioNico Rosberg conseguiu, ao fim de 111 grandes prémios, a sua primeira vitória na Fórmula 1, após ter dominado completamente a corrida disputada este domingo na China, dando à Mercedes o seu primeiro triunfo na disciplina desde 1955.

O alemão tirou partido de largar da pole position, de ter feito um bom arranque, de dispor de um monolugar bem acertado para o circuito de Xangai, e uma estratégia e paragens nas boxes irrepreensíveis para liderar a prova praticamente desde o começo ao fim.

Um dia que teria sido perfeito para a Mercedes GP se Michael Schumacher, que largou da segunda posição, tivesse terminado na segunda posição. Tal não veio a acontecer porque na paragem nas boxes uma roda não ficou bem apertada e o germânico foi obrigado a parar em plena pista pouco depois. O único abandono da corrida, o que diz bem dos atuais carros de Fórmula 1.

f1_china1Os McLaren foram sempre os maiores adversários de Nico Rosberg, mas contrariamente ao piloto da Mercedes apostaram numa estratégia de três paragens nas boxes, o que os obrigou a realizarem inúmeras ultrapassagens para chegarem ao pódio.

Um melhor começo de prova acabou por jogar em favor de Jenson Button, que também largava á frente do seu companheiro de equipa, devido à penalização de cinco posições na grelha de partida atribuída a Lewis Hamilton pela troca da caixa de velocidades do seu McLaren.

Mesmo assim os dois britânicos conseguiram nas últimas voltas superar os obstáculos para chegar ao pódio, sobretudo Sebastian Vettel, que ao apostar em apenas duas paragens e assim limitar os estragos de partir apenas do 11.º lugar da grelha.

O campeão do Mundo ainda tentou resistir ao seu companheiro de equipa, mas com pneus degradados no seu Red Bull Vettel acabou por ter de entregar a quarta posição a Mark Webber, que acabou por se ver fora do pódio devido a um começo de corrida complicado.

Kimi Raikkonen pareceu, durante grande parte da prova, ser capaz de terminar entre os cinco primeiros, mas uma estratégia errada acabou por levar o finlandês a terminar bem longe dos pontos. Valeu à Lotus uma prova de sentido oposto por parte de Romain Grosjean, que valeu ao francês a sexta posição.

Apesar de dispor de motor idêntico, a Williams mostrou que ainda não está ao nível da Lotus, apesar de Bruno Senna ter feito outra corrida de trás para a frente que no fim o recompensou com a sétima posição, à frente do seu agressivo companheiro de equipa Pastor Maldonado.

Já Fernando Alonso teve um dia bem difícil, bem distante da vitória conseguida na Malásia. Mesmo assim o espanhol voltou a fazer ‘milagres’ com um menos competitivo Ferrari e a custo obteve um modesto nono posto.

f1_chinaSegue-se no calendário o Grande Prémio do Barain, para onde Lewis Hamilton vai já como líder do campeonato, confirmando-o com o piloto mais consistente neste começo de temporada

Classificação
1.º Nico Rosberg (Mercedes) 1h36:26,929s
2.º Jenson Button (McLaren-Mercedes) +20,626s
3.º Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) +26,012s
4.º Mark Webber (Red Bull-Renault) +27,924s
5.º Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) +30,483s
6.º Romain.Grosjean (Lotus-Renault) +31,491s
7.º Bruno Senna (Williams-Renault) +34,597s
8.º Pastor Maldonado (Williams-Renault) +35,643s
9.º Fernando Alonso (Ferrari) +37,256s
10.º Kamui.Kobayashi (Sauber-Ferrari) +38,720s

f1_rosberg_buton_hamilton_china_podio

Campeonato do Mundo

Pilotos
1.º Hamilton 45 pontos
2.º Button 43
3.º Alonso 37
4.º Webber 36
5.º Vettel 28
6.º Rosberg 25
7.º Perez 22
8.º Raikkonen 16
9.º Senna 14
10.º Kobayashi 9

Construtores
1.º McLaren-Mercedes 88 pontos
2.º Red Bull-Renault 64
3.º Ferrari 37
4.º Sauber-Ferrari 31
5.º Mercedes 26
6.º Lotus-Renault 24
7.º Williams-Renault 18
8.º Force India-Mercedes 9
9.º Toro Rosso-Ferrari 6 

Em destaque

Subir