Ásia

NATO “apoia plenamente” solução política para a península da Coreia

O secretário-geral da NATO disse hoje que a Aliança Atlântica apoia plenamente uma solução política para a tensão na península da Coreia, destacando os progressos e os compromissos assumidos pelos líderes das duas Coreias.

“A NATO apoia plenamente uma solução política para a tensão na península. Acolhemos com agrado os progressos feitos hoje, e os compromissos que os dois líderes fizeram para resolver os problemas de forma pacífica”, comentou Jens Stoltenberg em conferência de imprensa, após a primeira fase da reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, a decorrer em Bruxelas.

As duas Coreias vão procurar este ano acabar com a guerra de modo permanente, segundo um comunicado conjunto divulgado hoje no final de uma cimeira histórica, 65 anos após o conflito ter terminado com um armistício.

Os dois vizinhos procurarão com os Estados Unidos e talvez também com a China – ambos signatários do cessar-fogo, na ausência de um tratado de paz – “declarar o fim da guerra e estabelecer um regime de paz permanente e sólido”, refere o texto.

Os líderes das duas Coreias, Kim Jong-un e Moon Jae-in, acordaram ainda tomar medidas para a “completa desnuclearização” da península coreana.

“O Sul e o Norte confirmaram a sua meta comum de conseguir uma península livre de armas nucleares através da completa desnuclearização”, refere a declaração conjunta, assinada por ambos os líderes no final da cimeira.

Mais partilhadas da semana

Subir