Desporto

“Não sou pessoa de ficar resignada”, diz Rui Vitória

Rui Vitória ‘fintou’ as questões relacionadas com o seu futuro à frente do comando técnico do Benfica. O treinador preferiu destacar a “importância” do jogo contra o Ajax. “Seguro, menos seguro são questões que, a mim, não me tocam muito”, referiu no lançamento do duelo da Liga dos Campeões que aparece num momento em que a continuidade de Rui Vitória tem sido debatida.

“Quero deixar bem claro, o importante nesta altura é o Benfica. É um jogo importante. Eu vivo a minha vida dia a dia, jogo a jogo e nunca perdendo a racionalidade, a lucidez e o contexto em que estamos inseridos para tomar todas as decisões. Neste clube as fases acontecem e os momentos menos bons acontecem em outros clubes e no nosso também. É fundamental ter essa racionalidade”, disse aos jornalistas, destacando que o grupo de trabalho tem “conversado” sobre as derrotas e o momento que tem atravessado.

“A qualidade com que o trabalho tem sido feito, a reação e as conversas enquanto grupo, aquilo que sinto dos jogadores, só me faz pensar no jogo. Seguro, menos seguro são questões que, a mim, não me tocam muito.”

Questionado se o jogo é decisivo para a sua continuidade, Rui Vitória salientou que se reúne com o presidente “todas as semanas” e “mais que uma vez por semana” e alinhou pela mesma ideia de querer “enfrentar” o momento.

“Não vale a pena estar a esconder. Não sou pessoa de ficar resignada. A minha dimensão leva-me para pensar como é que se pode ganhar o dia de amanhã e é assim que penso.”

Na conferência de imprensa, Rui Vitória reiterou que esta é “uma fase má”, mas destaca que “tem que se enfrentar”.

“Passar dificuldades já todos passámos, há que enfrentar os problemas”, disse.

Os jornalistas insistiram e questionaram o treinador sobre o descontentamento dos adeptos.

Aí, Rui Vitória preferiu apelar ao apoio para o grupo de trabalho.

“Em relação aos adeptos, e o jogo de amanhã é que é importante, é fundamental o apoio que se tem de dar à equipa. O importante é o apoio à equipa do Benfica”, salientou, lembrando o apoio que outros adeptos têm dado aos adversários nas deslocações que a equipa tem realizado.

“Nas visitas que fizemos sentimos esse peso e é importante que os adversários sintam isso cá. Trabalhamos com qualidade e sinto o que os jogadores também sentem. Temos noção do momento e da importância clara do jogo. A única forma de ultrapassar é ter coragem para enfrentar os momentos e o jogo”, sustentou, em conferência de imprensa.

Quanto ao adversário, o treinador do Benfica espera um Ajax “de qualidade” e recorda que foi “um pequeno pormenor que fez a diferença” no jogo de Amesterdão, que as águias perderam por 1-0.

“Temos que ser muito concentrados e rigorosos”, disse o treinador, que confirmou que Krovinovic estará convocado.

Mais partilhadas da semana

Subir