Mundo

Não é piada: Próximo Presidente da Guatemala pode ser um humorista

Um humorista venceu a primeira volta das eleições presidenciais na Guatemala, depois do abandono de Otto Pérez, acusado de corrupção e que se encontra detido. Jimmy Morales, candidato da Frente de Convergência Nacional, é agora o favorito a assumir a chefia do Estado.

Por cá temos Manuel João Vieira, o músico e humorista que já anunciou várias corridas à Presidência da República, embora nunca tenha recolhido o número mínimo de assinaturas para tal. Na Guatemala, um humorista e ator não só entrou na corrida como é o principal favorito a ser o próximo Presidente.

Ontem, na primeira volta das eleições gerais, Jimmy Morales liderava a corrida com larga vantagem, numa altura em que mais de 30 por cento das mesas de voto tinham sido apuradas.

Com 31,92 por cento das mesas de voto contabilizadas, o candidato presidencial da Frente de Convergência Nacional somava 25,81 por cento dos apoios, conforme revelou o Tribunal Supremo Eleitoral.

Atrás, com uma diferença superior a cinco pontos percentuais, vinha Manuel Baldizón, candidato da Liberdade Democrática Renovada. O advogado e empresário somava 19,69 por cento dos votos apurados.

A Guatemala foi a votos depois do Presidente Otto Pérez ter abandonado o cargo, devido a um longo escândalo de corrupção. O antigo chefe de Estado foi detido, na sexta-feira, no centro da cidade da Guatemala, após o juiz Miguel Angel Galvez ter considerado haver perigo de fuga.

O Congresso, que já tinha retirado a imunidade a Otto Pérez, acusado de liderar uma rede de corrupção aduaneira (a ‘La Linea’), aceitou o pedido de resignação do Presidente.

https://www.youtube.com/watch?v=4nD1_eQbIyw

3Shares

Mais partilhadas da semana

Subir