Desporto

Mourinho revela como contornou castigo: “Roupeiro pôs-me no cesto da roupa”

Era uma história muito ouvida pelos corredores do futebol dos últimos anos, mas que nunca tinha sido confirmada pelo protagonista. Este sábado, José Mourinho confirmou que se escondeu num cesto da roupa para ‘contornar’ um castigo da UEFA e poder estar no balneário com os seus jogadores.

“Era um Chelsea – Bayern Munique, um grande jogo da Liga dos Campeões e eu precisava de estar com os meus jogadores. Fiz isso, sim”, admitiu o técnico à beIN Sports, onde é atualmente comentador.

“Fui para o balneário durante o dia. Estive lá desde o meio-dia e o jogo era só às 19h00. Apenas queria estar no balneário quando os meus jogadores chegassem. Cheguei e ninguém me viu, o problema foi sair. O roupeiro pôs-me no cesto da roupa e deixou-o um bocadinho aberto para eu conseguir respirar. Mas quando estava a sair do balneário, foi seguido pelos homens da UEFA desesperados para me encontrar, por isso fechou-o e eu não conseguia respirar. Quando a abriu, estava a morrer. Juro!”, contou Mourinho.

Durante o comentário, Mourinho admitiu que já recusou três propostas de trabalho por não sentir que era o projeto que desejava e voltou a falar da estrutura social dos jogadores no futebol atual.

“Recentemente, estava a treinar um jogador e ele disse-me: ‘Quando me criticares, podes fazê-lo em privado?’ Perguntei porquê e respondeu: ‘Por causa do meu estatuto, quando me criticas em frente aos outros não me sinto confortável'”.

“Hoje em dias temos de ser muito inteligentes na forma como conseguimos ler os jogadores e tentar fazer as coisas pelo melhor”, concluiu o técnico português.

114Shares

Mais partilhadas da semana

Subir