Motociclismo

MotoGP: Triunfo de Jorge Lorenzo no Japão adia questão do título

Lorenzo2 210Lorenzo2 bigAo vencer este domingo o Grande Prémio do Japão de MotoGP Jorge Lorenzo adiou a decisão do título para a derradeira prova da temporada, em Valência. O espanhol da Yamaha aproveitou bem a ‘pole position’ na largada e dominou a corrida em Motegi, liderando da primeira à última volta.

Marc Marquez, que poderia ter garantido o cetro já em terras nipónicas, rodou quase sempre ‘colado’ à traseira do seu adversário, parecendo por vezes capaz de concretizar uma ultrapassagem que nunca se veio a concretizar, até porque dois pequenos erros justificaram a segunda posição final.

No final Jorge Lorenzo mostrou-se bastante “orgulhoso” com este triunfo, o 200.º da Yamaha na categoria superior do Campeonato do Mundo de Motociclismo. “É um dia muito especial. Ser o piloto a obter as 200 vitórias é uma grande honra. Vencer na casa da Honda é ainda mais especial. Foi uma corrida muito difícil, e os adversários estavam muito próximos, mas nunca desisti e tentei ser ainda mais rápido, travar mais e aumentar a vantagem”, referiu.

Com este resultado Marquez e Lorenzo vão para Valência separados por apenas 13 pontos, com o jovem espanhol da Honda a continuar a depender apenas de si próprio para se sagrar pela primeira vez campeão do Mundo da categoria ‘rainha’ do motociclismo mundial.

No duelo entre os dois protagonistas do campeonato Dani Pedrosa foi um espetador privilegiado, mas o piloto da Honda nunca conseguiu ser uma verdadeira ameaça para Lorenzo e Marquez, contentando-se com a última posição do pódio, que agora o afasta matematicamente da decisão do título.

Longe do trio da frente, Alvaro Bautista e Stefan Bradl mantiveram uma acesa batalha pelo quarto posto, que acabou por sorrir ao espanhol da Honda Gresini, melhor fisicamente que o alemão da Honda LCR, ainda a recuperar da queda sofrida nos treinos do Grande Prémio da Malásia.

Rossi2 bigMenos esperada foi a prova errante de Valentino Rossi, que no começo da prova pareceu capaz de acompanhar os três primeiros, mas que depois cometeu uma serie de deslizes que o atrasaram e o obrigaram a um ‘forcing’ para terminar entre os seis primeiros.

Cal Crutchlow foi o mais forte entre a dupla da Yamaha Tech 3, mas a sétima posição não consegue disfarçar a descida de forma do britânico depois das quedas sofridas na Malásia e na Austrália.

Classificação

1.º Jorge Lorenzo (Yamaha) 42m34,291s

2.º Marc Marquez (Honda) + 3,188s

3.º Dani Pedrosa (Honda) + 4,592s

4.º Alvaro Bautista (Honda) + 19,755s

5.º Stefan Bradl (Honda) + 22,810s

6.º Valentino Rossi (Yamaha) + 24,637s

7.º Cal Crutchlow (Yamaha) + 27,496s

8.º Bradley Smith (Yamaha) + 30,969s

9.º Nicky Hayden (Ducati) + 37,010s

10.º Andrea Dovizioso (Ducati) + 42,944s

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir