Motociclismo

MotoGP: Marquez encerra testes de Sepang batendo recorde de Casey Stoner

MarcMarquez13MarcMarquez12 600Marc Marquez concluiu os três dias de testes de MotoGP em Sepang dominando mais uma vez a tabela de tempos e, mais do que isso, batendo o recorde do circuito malaio, que estava desde há dois anos na posse do australiano Casey Stoner.

O campeão do Mundo em título repetiu o domínio das duas jornadas anteriores, impondo a sua rapidez logo no início da sessão desta quinta-feira, ao efetuar uma volta em 1m59,533s, batendo assim o recorde que Stoner tinha fixado em 2012 – 1m59,607s.

Mais tarde Marquez voltou a mostrar um desempenho notável numa simulação de corrida, numa sequência de 15 voltas todas abaixo de 2m01s, mostrando-se bastante satisfeito no final destes primeiros ensaios de pré-temporada.

“Estou muito contente com a forma como decorreram estes três dias de testes. Começamos bem a pré-temporada. Este é apenas o primeiro ensaio e ainda tempos trabalho a fazer, mas já pudemos fazer uma simulação de corrida e tudo correu bem”, começou por dizer o campeão do Mundo.

“Experimentamos muitas configurações e reunimos uma série de dados, por isso vamos estar bem preparados para o próximo teste aqui. Ainda temos algumas coisas para experimentar, de modo a que vamos aproveitar o máximo de dias que nos restam aqui na pré-temporada”, acrescentou o espanhol da Honda.

ValentinoRossi600 4Valentino Rossi foi o segundo mais rápido neste terceiro dia, ao rodar em 1m59,727s, batendo o outro piloto oficial da Honda, Dani Pedrosa, que rubricou o terceiro registo, ao efetuar uma volta em 1m59,866s apenas na sua segunda tentativa.

Tal como Marquez, os dois pilotos oficiais da Yamaha trabalharam na durabilidade dos pneus e no consumo de combustível, preparando já as primeiras corridas da temporada, que este ano, em MotoGP, está limitado a 24 litros.

“O teste foi muito bom. Estou muito contente, especialmente por ter realizado o segundo melhor tempo. Que é o melhore desde que venho a Sepang. É a primeira vez que rodo abaixo dos dois minutos e apenas a um décimo de Marc”, manifestou Rossi.

“Tive uma boa sensação como a moto. Encontramos algumas boas soluções e tem sido muito positiva a progressão da moto. Tentamos uma simulação no período da tarde, que foi muito bom para entender todos os problemas. Sofremos um pouco para manter um bom ritmo, mas não foi assim tão mau. Para primeiro teste o saldo foi bom”, acrescentou o italiano da Yamaha.

Já Andrea Dovizioso voltou a ser o mais rápido dos pilotos da Ducati, ao rodar em 2m00,370s, correspondente ao sétimo registo da tabela de tempos, mas sete mais rápido do que o seu novo companheiro de equipa Cal Crutchlow.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir