Motociclismo

Moto3: Miguel Oliveira trabalhou intensivamente na Mahindra em Jerez

MiguelOliveira 210MiguelOliveiraMiguel Oliveira teve oportunidade de evoluir a sua Mahindra nos três dias de testes de Moto 3 que decorreram no circuito espanhol de Jerez de La Frontera. E embora tenha ficado a oito décimas do melhor registo da semana, conseguido pelo australiano Jack Miller, o piloto português deu excelentes indicações.

Na sessão matinal do terceiro e último dia Miguel Oliveira foi mesmo o mais rápido, aproveitando as condições do circuito andaluz, batendo por três décimas o italiano Francesco Bagnaia e por sete o brasileiro Henrique Granado.

Os ajustes realizados na Mahindra provaram ser eficazes, muito embora o trabalho da equipa oficial da marca indiana tenham incidido novamente na cartografia do novo motor. E assim a melhor volta da semana para Miguel Oliveira foi realizada em 1m46,909s, antes de ter protagonizado uma queda no final da sessão.

“Apesar de ter rodado pouco tempo devido aos problemas elétricos e com a nossa nova caixa de velocidades, foram dias bastante produtivos. Foram contratempos que nos atrasaram um pouco. Mas o positivo é que a equipa conseguiu solucioná-los”, explicou o piloto de Almada.

”Sermos rápidos não era a nossa prioridade, mas apesar de não ter utilizado pneus de qualificação conseguimo-lo. No final deste terceiro dia caí, não regressando mais à pista, por decisão minha e da equipa. Apesar de não ter existido nenhuma consequência”, acrescentou.

Assim as KTM tenham dominado novamente a tabela dos tempos, à imagem do que sucedera em Valência, ainda que desta feita tenha sido o australiano Jack Miller a mostrar-se mais veloz, diante do checo Jakub Kornfeil.

Algo que não terá impressionado especialmente o italiano Niccoló Antonelli, que fora o mais veloz no Circuito Ricardo Tormo, ou o também checo Karel Hanika, o novo ‘recruta’ da equipa oficial da KTM.

Mais partilhadas da semana

Subir