Motores

“Mostramos que fomos os mais fortes” reitera Félix da Costa após vitória em Xangai

António Félix da Costa conseguiu, hoje nas 4 Horas de Xangai, a sua primeira vitória no Campeonato do Mundo de Resistência (WEC).

O piloto português, que dividiu o Oreca 07 # 38 da JOTA Sport com Anthony Davidson e Roberto Gonzalez ‘vingou-se’ da desclassificação sofrida na prova anterior com um triunfo indiscutível na categoria LMP2.

Arrancando de terceiro da grelha a tripla do Oreca azul com as cores da Goodyear esteve irrepreensível ao longo da corrida, com Davidson a imprimir um andamento incrível que na primeira hora de corrida colocou o 07 # 38 na liderança da categoria. Posição que depois Gonzalez manteve, até Félix da Costa concluir a prova em grande estilo.

E embora tenha parecido que este primeiro êxito no WEC foi conseguido com facilidade, o piloto de Cascais garante exatamente o contrário e explicou porquê no final da prova: “Não foi fácil devido à gestão de pneus que tivemos de fazer durante a corrida, principalmente devido ao elevado nível de degradação deste circuito. Mas é sem dúvida espetacular termos conseguido vencer aqui na China”.

“Esta vitória foi obtida pelo excelente trabalho de equipa que todos fizemos, sem qualquer erro em pista e ‘pit-stops’ sempre muito eficientes e nos momentos certos. Toda a equipa JOTA esteve muito bem e merecemos esta vitória”, sublinhou também Félix da Costa.

O piloto português divide o mérito de condução do Oreca # 38 com Anthony Davidson e Roberto Gonzalez: “Grande trabalho dos meus colegas de equipa. Juntos hoje mostramos que fomos os mais fortes, e só podemos estar orgulhosos deste dia. Para mim principalmente, pois foi a minha primeira vitória no ‘Mundial’ de Resistência. Um grande dia”.

Com este êxito António Félix da Costa passa a ocupar a sexta posição do campeonato LMP2, com 35 pontos, menos 16 que os pilotos do Team Nederland – Giedo Van der Garde e Frits Van Eerd – que comandam a tabela classificativa.

O piloto de Cascais voltará à ação no WEC a 14 de dezembro, no Bahrain. Antes disso, dentro de uma semana dá início à nova época de Fórmula E, em Riade, na Arábia Saudita.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir