Nas Notícias

Morte da bebé queimada: Pai fica detido até ser presente a juiz, mãe libertada

policia judiciaria1Depois de ouvido pela Judiciária, o pai da bebé que morreu queimada, em Lisboa, ficou detido e será ouvido por um juiz, nesta terça-feira. Já a mãe da criança foi libertada. A menina de quatro meses, recorde-se, morreu queimada, com água a ferver, num caso de alegado homicídio por negligência.

O pai da bebé que morreu em Lisboa, ontem, ficou detido e vai ser ouvido por um juiz, amanhã. A mãe da criança não é, pelo menos para já, indiciada.

A menina morreu ontem, com queimaduras resultantes de água a ferver, sendo que os pais foram ouvidos nesta segunda-feira, nas instalações da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa.

O incidente ocorreu na zona Marvila, por volta das 22h00. A menina, de quatro meses, entrou em paragem cardiorrespiratória.

O INEM foi chamado ao local, mas, apesar das manobras de reanimação, não evitou a tragédia. O óbito foi declarado no local.

Os pais foram entretanto detidos, sendo que prestaram declarações à PJ. Entretanto, a mãe da vítima já foi libertada.

O casal tem outro filho, um menino de 18 meses de vida, cuja foi provisoriamente retirada. Esta criança foi entregue a uma instituição, sendo que há um terceiro filho, menor, mas que não é partilhado pelo casal e não estaria sob a sua alçada.

Os pais foram retirados de casa algemados, de acordo com o Correio da Manhã, detidos pela PSP, que sustenta a detenção num “alegado homicídio por negligência grosseira”, segundo adianta o Expresso.

Nesta terça-feira, o juiz determinará as medidas de coação ao detido.

Em destaque

Subir