Mundo

Wrestling de luto: Morreu Chyna, a nona maravilha

A atriz Joanie Laurer, conhecida no wrestling pelo nome de Chyna, foi encontrada morta em casa, em Redondo Beach, na Califórnia (EUA). A lutadora, uma das primeiras mulheres a brilhar na antiga World Wrestling Federation (WWF), teve uma vida recheada de peripécias.

Famosa como lutadora de wrestling (a luta livre norte-americana), Chyna, de 45 anos e cujo nome verdadeiro era Joanie Laurer, foi também atriz, chegou a ser capa da revista Playboy, participou em filmes pornográficos e assumiu a luta contra vários vícios, como as drogas e os casos de alcoolismo na família.

Não são ainda conhecidas as causas da morte da atriz e lutadora, que foi encontrada sem vida em casa, de acordo com o agente Anthony Anzaldo.

Foi através do Twitter da atleta, num artigo escrito por Felix (um elemento do staff), que foi dada a conhecr a morte de Chyna: “É com profunda tristeza que vos informamos que hoje perdemos um verdadeiro ícone, um super-herói da vida real. Joanie Laurer, também conhecida por Chyna, a nona maravilha do mundo, morreu”.

A WWE, sucessora da WWF, emitiu um comunicado, assinado pela chefe executiva Stephanie McMahon, a lembrar o percurso da lutadora. Chyna ajudou a fundar os D-Generation X, um dos grupos de maior sucesso, e foi a primeira mulher a entrar na competição ‘Royal Rumble’.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir