Mundo

Morta por adultério: ‘Jihadistas’ condenam e executam jovem síria em vídeo

ISIS lapidacaoUma jovem síria, de idade não apurada, foi apedrejada até à morte por fundamentalistas islâmicos. O caso tornou-se conhecido porque foi o próprio ISIS a publicar o vídeo na internet. Os extremistas congratularam-se por terem executado a primeira condenação por adultério na região.

Acusada de ter mantido uma relação fora do casamento, uma jovem síria, de idade não apurada, foi condenada à morte por lapidação.

A sentença foi proferida por rebeldes afetos ao Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIS, na sigla internacional), o movimento extremista que está a consolidar o território conquistado à Síria e ao Iraque.

Foi o próprio ISIS a publicar o vídeo no Youtube, que entretanto o removeu dada a violência do conteúdo.

Nas imagens é possível ver alguns fundamentalistas a exigirem à condenada que confessasse o crime, algo que a mesma rejeitou.

Mais chocante ainda é o momento em que um dos homens que atiram pedras grita “não me chames pai”, preferindo a ‘honra’ familiar à vida da própria filha.

O vídeo, que dura cerca de cinco minutos, termina com os radicais do ISIS a congratularem-se por terem consumado a primeira execução por adultério na região do Hama, na Síria.

Em destaque

Subir