Cultura

Morreu Tom Wolfe, o autor de ‘A Fogueira das Vaidades’

Morreu Tom Wolfe, de 87 anos, num hospital de Manhattan (EUA), onde se encontrava internado devido a uma infeção. A notícia do óbito foi avançada por Lynn Nesbit, o agente do escritor.

Tom Wolfe era um dos mais respeitados autores norte-americanos, em especial desde o lançamento de ‘A Fogueira das Vaidades’, em 1987.

Escritor e jornalista, o autor tornou-se, a par de Truman Capote e Norman Mailer, num dos expoentes da corrente intitulada ‘Jornalismo literário’, um movimento literário que revolucionou a escrita de não ficção na década de 1960.

Foi um jornalista inovador cuja prosa tecnicolor e exageradamente pontuada deu vida a surfistas californianos, personalizadores de carros, astronautas e caçadores de ‘status financeiro’ em obras como ‘The Kandy-Kolored Tangerine-Flake Streamline Baby’, ‘The Right Stuff’ e ‘Bonfire of the Vanities’ (editado em Portugal como ‘A Fogueira das Vaidades’).

A morte do escritor foi confirmada pela sua agente, Lynn Nesbit, que afirmou que Wolfe tinha sido internado com uma infeção.

Tom Wolfe vivia em Nova Iorque desde 1962, quando integrou o New York Herald Tribune como repórter.

Mais partilhadas da semana

Subir