Mundo

Ministro das Finanças francês favorável a baixa de impostos

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, mostrou-se hoje favorável a uma aceleração da baixa de impostos em França, mas opôs-se ao fim do aumento do imposto sobre as pensões.

“Estou totalmente aberto a uma aceleração da baixa de impostos”, disse o ministro em declarações à RTL.

“Quero que aceleremos a redução de impostos e de taxas”, acrescentou.

Le Maire disse ainda esperar fechar o plano de financiamento para a recuperação da Ascoval, fábrica do norte em risco de insolvência, durante uma reunião hoje em Bercy com o comprador franco-belga Altifort e os eleitos locais.

“Acho que poderemos concluir este plano de financiamento hoje com os compradores e todos os representantes locais eleitos (…) que participarão da reunião que dirijo no Ministério das Finanças”, assegurou o governante.

Em declarações à RTL, Le Maire disse ainda: “Se fecharmos o plano de financiamento hoje, vamos apresentá-lo ao Tribunal de Comércio de Estrasburgo e a recuperação do Ascoval pela Altifort pode avançar”.

O ministro disse ainda que o estado está pronto para investir na operação, tanto quanto o comprador.

“O Estado disponibilizará, como se comprometeu, a quantia com que o comprador Altifort está disposto a avançar. Se a Altifort colocar 25 milhões de euros de investimentos, o Estado acompanhará esses 25 milhões”, explicou.

A Ascoval, siderurgia de Saint-Saulve, está à espera de um comprador desde a liquidação, em fevereiro de 2018, do grupo Asco Industries, a quem a Vallourec vendeu 60 por cento da fábrica.

Os 281 funcionários da empresa aguardam agora uma decisão judicial sobre a proposta de aquisição da Altifort. Segundo anunciou em novembro a câmara comercial do Tribunal de Estrasburgo, esta decisão deve acontecer na quarta-feira, 12 de dezembro.

Mais partilhadas da semana

Subir