Mundo

Milionário perde fortuna e vira engraxador de sapatos na rua

A vida dá muitas voltas e se num dia alguém é capaz de estar no topo, no outro pode estar no fundo. Larry Woods sentiu isso na pele e, depois de andar num potente Rolls Royce, ter dois motoristas e uma vida de luxo, agora passa os dias numa rua na Nova Zelândia a engraxar sapatos a quem passa. Mesmo assim, diz que é “feliz”.

Esta histórica começa quando Wood, que era casado com uma neozelandesa, se mudou para a Nova Zelândia, numa altura em que os sogros adoeceram e foi convidado para assumir os negócios da família.

Uma empresa que vendia vitaminas e que pertencia a Woods e seus pares acabou por ser vendida, calhando 2,5 milhões de euros para os cofres da família.

Dinheiro, muito dinheiro para sustentar os luxos e extravagâncias do milionário que bebia e comia ‘à grande e à neozelandesa’, vestia roupas caras e andava em potentes carros, entre os quais um Rolls Royce.

Com tanto dinheiro na carteira, é o próprio Woods que admite ter-se tornado num homem “arrogante”.

O dinheiro “faz-nos acreditar que somos melhores do que os outros”.

À BBC, Woods considerou que o dinheiro “faz-nos acreditar que somos melhores do que os outros”.

E lembrou, por exemplo, a forma como tratava um idoso que trabalhava numa loja chinesa perto da sua residência.

Apesar de tratar sempre mal o homem, de 85 anos, o vendedor respondia-lhe sempre com um “obrigado”.

“Senti-me estúpido”, lembra o momento em que deu conta do que andava a fazer.

Porém, o divórcio com a esposa acabou por, aliado à vida de luxo que levava, fazer com o dinheiro fosse ‘sol de pouca dura’.

Aí, Larry Woods viu-se obrigado a mudar de vida.

Desde há 13 anos que Woods é engraxador de sapatos nas ruas de Auckland, na Nova Zelândia.

E fá-lo de borla, vendendo fracos de cera por 11 euros para sobreviver.

Apesar de viver pobre depois de já ter sido milionário, Woods admite que é “feliz”.

“O meu trabalho é criar um pouco de alegria no dia das pessoas, fazer um elogio bonito e tornar a vida um pouco mais feliz.”

Veja algumas imagens de Larry Woods:

Mais partilhadas da semana

Subir